PERFIL DAS INFECÇÕES DE SÍTIO CIRÚRGICO NUM HOSPITAL DE CURITIBA

César Augusto Broska Júnior, Augusto Bernardo De Folchini, Marcelo Bettega, André Luiz Benção, Gustavo Baggio Furiatti, Eduardo Ribas, Alessandro Yugo Yoshyasu, Luiz Cláudio Ribeiro Boese, Maria Lúcia da Silva Germano Jorge

Resumo


Objetivos: conhecer a taxa de infecção, proporção de diagnóstico clínico e cirúrgico e microorganismos encontrados nas infecções de sítio cirúrgico. Método: estudo quantitativo descritivo retrospectivo realizado entre janeiro e outubro de 2008 através da coleta de dados do serviço de infecção hospitalar do Hospital Universitário Evangélico de Curitiba. Resultados: realizados 1527 procedimentos entre janeiro e outubro de 2008 dos quais 1,9% apresentou infecção de sítio cirúrgico. A proporção de diagnósticos clínicos e cirúrgicos foi parecida e os microorganismos mais encontrados foram as bactérias em especial a pseudômonas sp. e a E. coli. Conclusão: pode haver um risco de subnotificação das infecções, as quais empregam de modo parecido métodos clínicos e laboratoriais para o diagnóstico. Os microorganismos encontrados em sua maior parte fazem parte da flora do homem.


Texto completo: PDF